Sobre a Clave de Fá

Com um show dinâmico e instrumentação diferenciada, a banda Clave de Fá é liderada pela cantora Bella Andrade e a baixista Cynara Casé. Também fazem parte do projeto musical os integrantes Yan Bastos, na bateria, e Anderson Galindo, responsável pelo saxofone. Além deles, a musicista Neris Rodrigues completa o time com o trombone. O músico Jazziel Leite também foi parte da trupe entre 2017 e 2018. Atualmente residindo na Eslováquia, o integrante ainda possui participação em alguns projetos paralelos.

Composto de clássicos mundiais em ritmo de “bossa nova” e jazz, o repertório da banda contempla também outros arranjos e interpretações originais. Tudo isso, além de narrativa e experiências sensoriais, que fazem da apresentação da banda um momento singular. Dentre as referências musicais estão Tom Jobim, Roberto Menescal e os norte-americanos Frank Sinatra e Ella Fitzgerald. Dentre obras lançadas, possui o álbum “Rock in Bossa” no Spotify, que contém algumas das músicas tocadas em seu show atual de mesmo nome, além do canal do Youtube.

O currículo da Clave de Fá inclui shows de pequeno a grande porte para diferentes públicos, participação em festivais e diversos eventos sociais importantes no circuito pernambucano. Dentre os destaques estão participação no projeto “Quinta Ordinária” com o Borsoi Café Club, festival “Ekaut Frevo & Jazz” e prévia do Festival de Jazz de Gravatá no restaurante Barito Fondue (em 2018). Também se apresentaram em lançamentos de diferentes edições da revista Mensch, prêmio de Mídia Digital da Globo Nordeste (2017), Innovation Meeting (2017), Dona Santa (Lançamento do Ruby Club, em 2017), Café da Moeda (2018), Empório Nova Raiz Jazz Club (2017), além de diversas casas de festa e hotéis pelo estado de Pernambuco.

Possui como influência e referência artistas independentes como Débora e Dani Gurgel, Taryn Spilman, Marcela Mangabeira, e os consagrados Tom Jobim, João Gilberto, Roberto Menescal, Elis Regina, Stan Getz, Ella Fitzgerald, Nina Simone, Frank Sinatra, Esperanza Espalding, Amy Whinehouse, Adele e Zaz.

Quem somos

Cynara Casé

(Contrabaixo)

Começou a tocar aos 6 anos de idade, quando ganhou um pequeno teclado e aprendeu sozinha as primeiras melodias.  Ainda na infância, conheceu os primeiros acordes no violão com seu tio, mas, foi aos 18 anos que escolheu o contrabaixo como seu instrumento do coração. Participou de grupos musicais na igreja por mais de onze anos. Mais tarde, teve aulas de baixo, além de ter estudado na Escola de Música Tritonis. Apaixonada por harmonia musical, Cynara começou a explorar outras possibilidades no baixo, através da re-harmonização de músicas e formação de acordes. Foi quando, em 2016, se juntou a cantora Bella Andrade e iniciaram o projeto “Clave de Fá: Baixo e Voz”.  Atualmente, estuda o curso técnico em contrabaixo elétrico no Conservatório Pernambucano de Música.

Bella Andrade

(Vocal e Ukulele)

Começou a estudar aprendizagem da teoria musical e do violão aos 13 anos com o Maestro Pinheiros, na Escola de Música da Imbiribeira. Atuou, desde então, em grupos de música da igreja, cantando e tocando violão, por mais de dez anos. Em 2011, entrou no Conservatório Pernambucano de Música onde fez o curso técnico de violão erudito. Em 2016, iniciou o projeto Clave de Fá, junto com Cynara Casé com um conceito musical diferenciado, até então, no mercado pernambucano, Baixo & Voz, onde atua até hoje se apresentando. Mas continuou se especializando. Entre 2015 e 2017 estudou canto com o tenor Pedro Martins e, ainda, em 2017 fez o curso de teoria musical da Escola de música Tritonis. Atualmente estuda o curso técnico de Canto Popular no Conservatório Pernambucano de Música.

Anderson Galindo

(Saxofone)

Apaixonou-se por música ainda criança, quando ganhou de seu pai uma guitarra e um acordeon de brinquedo. Aos 12 anos, por influência do avô paterno, aprendeu a tocar teclado e violão. Em 2005 iniciou os estudos de forma profissional ao ingressar no Centro de Educação Musical de Olinda (CEMO) onde estudou teoria musical e violão erudito durante um ano. Depois, entrou na banda de música da escola que estudava onde iniciou os estudos no clarinete e, então, conheceu o saxofone. Iniciou pelo saxofone tenor e, por ter ficado encantado com o instrumento, decidiu abandonar os estudos de violão erudito para se dedicar integralmente ao sax. Licenciado em música pela UFPE, já atuou e atua bandas no que se refere a shows e gravações, dentre eles a Clave de Fá. Também estão no seu currículo atuação com diversos artistas como Spok Frevo Orquestra, Derico Sciotti, George Israel, Uptown Blues Band, Nena Queiroga, André Rio, Fulô de Mandacaru e Romero Ferro.

Neris Rodrigues

(Trombone)

Iniciou seus estudos musicais na cidade de Paulista na Banda Marcial Firmino da Veiga, com os professores Flávio Cassimiro e Jozias Vasconcelos. Graduanda pela UFPE em Bacharelado em Instrumento – Trombone, Neris já atuou no cenário pernambucano como musicista com artistas regionais, nacionais e internacionais. Dentre os trabalhos como trombonista está a primeira orquestra feminina do Recife (Orquestra 100% Mulher), Transversal Frevo Orquestra e Orquestra do Sucesso. Também atuou na banda autoral de fama nacional Johnny Hooker. Atualmente, além da Clave de Fá, faz parte do quadro de músicos  da Banda Sinfônica Aristides Borges e Orquestra Sinfônica da UFPE – OSUFPE.

Yacauã Bastos

(Bateria, Washboard e Vocal)

Formado no curso técnico de Bateria no Conservatório Pernambucano de Música, em 2018, Yan atua no mercado da música profissional há mais de oito anos. Na carreira tocou e gravou com artistas de gabarito como Almir Bezerra (ex - Fevers), Júnior Xanfer, João Neto, Dom Ângelo, Alex Corezzi, Taryn Spielman, dentre outros músicos independentes. Atualmente toca na banda Clave de Fá e é professor de bateria.

Jazziel Leite

(Saxofone e Clarinete)

Nascido em Garanhuns, Jazziel iniciou sua formação musical aos nove anos nas bandas marciais como a “Banda Marcial do Colégio Diocesano de Garanhuns”. Ainda jovem, estudou música clássica, popular, teoria e técnicas de interpretação musical.  Em 2010, ingressou no curso de Música na UFPE, e, chegou a dividir o palco do “Garanhuns Jazz Festival”, com o saxofonista Leo Gandelman, acompanhado pela banda Uptown Blues Band, sendo o primeiro saxofonista garanhuense a tocar com o mestre da música instrumental brasileira e mundial. Em 2011, Leite foi selecionado através da Capes, para estudar em Portugal por dois anos, assim, concluiu a graduação de Música e Estudos Artísticos na Universidade de Coimbra e ESEC. Foi professor de saxofone, flauta doce e teoria musical no Conservatório de Música da Escola de Artes João Pernambuco, em Recife, e no SESC de Santo Amaro. Atualmente, reside na Eslováquia e atua em alguns projetos junto a Clave de Fá.